BLOG CELLA

Tensões entre Direito e Política: Reflexões a partir de Obras Cinematográficas II

18 de março de 2013 11:56 am

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
ESCOLA DE DIREITO

Disciplina: Tensões entre Direito e Política: Reflexões a partir de Obras Cinematográficas II
Prof. José Renato Gaziero Cella

Ementa: A Democracia e a lição dos clássicos. Estado Moderno e Legitimação Política. Relações entre Direito, Moral e Política. Por uma redefinição do conceito de Democracia. A ideia de Liberdade. Verdade, Método Científico, Tolerância e Ceticismo. Constitucionalismos e Neoconstitucionalismos.

Plano de Ensino
1. Objetivos
Objetivo geral:
Capacitar os alunos para a compreensão das tensões entre Direito e Política.

Objetivos específicos:
Capacitar os alunos para os seguintes aspectos:
1. Analisar textos filosóficos;
2. Compreender conceitos de metodologia científica;
3. Discutir fatores de legitimação política;
4. Redefinir a ideia de democracia;
5. Instigar reflexões filosóficas por meio da análise de obras cinematográficas; e
6. Produzir texto filosófico a partir dos estudos realizados.

2. Metodologia
Aulas expositivas, projeção de filmes, estudo de textos filosóficos, debates
Preparação de paper

3. Avaliação
Serão realizados trabalhos individuais e coletivos, que consistirão em debates de textos e filmes e elaboração de paper sobre temática versada no Módulo Temático

4. Notas*
Primeira nota: assiduidade e participação. Serão toleradas apenas duas faltas, com apresentação de trabalho.
Segunda nota: participação nos encontros na qualidade de debatedor e revisor
Terceira nota: paper
* A primeira nota terá peso 2; a segunda nota terá peso 3; e a terceira nota terá peso 5.

PLANO DE AULAS

TENSÕES ENTRE DIREITO E POLÍTICA: REFLEXÕES A PARTIR DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS II

16.MAR.:
Exposição do panorama geral sobre a disciplina, metodologia de trabalho e objetivos; introdução dos temas a ser estudados a partir do livro Era dos extremos: o breve século xx: 1914-1991. (HOBSBAWN, E. 2. ed. Tradução de Marcos Santarrita, São Paulo: Companhia das Letras, 8. reimpressão, 1997).
Projeção do filme “Nós que aqui estamos, por vós esperamos”(Brasil, 2000)
Debate

23.MAR.:
Seminário e estudo do livro Era dos extremos: o breve século xx: 1914-1991. (HOBSBAWN, E. 2. ed. Tradução de Marcos Santarrita, São Paulo: Companhia das Letras, 8. reimpressão, 1997).
Projeção do filme “Novecento” (Itália, França, Alemanha, 1976)
Debate

30.MAR.:
Seminário e estudo do livro Eichmann em jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. (ARENDT, H. Tradução de José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2006).
Projeção do filme “Hannah Arendt” (Alemanha, França 2012)
Debate

13.ABR.
Seminário e estudo do livro Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo, totalitarismo. (ARENDT, H. Tradução de Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 1989).
Projeção do filme “A Onda” (Alemanha, 2008)
Debate

20.ABR.:
Seminário e estudo do livro Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. (HORKHEIMER, M., ADORNO, T.W. Tradução de Guido Antonio de Almeida, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997).
Projeção do filme “Julgamento em Nuremberg” (EUA, 1961)
Debate

27.ABR.:
Seminário e estudo do livro Eclipse da razão. (HORKHEIMER, M. Tradução de Sebastião Uchoa Leite, São Paulo: Centauro, 2002).
Projeção do filme “Katyn” (Polônia, 2007)
Debate

08.JUN.:
Seminário e estudo do livro Justiça: o que é fazer a coisa certa. (SANDEL, M.J. 6. ed. Tradução de Heloísa Matias e Maria Alice Máximo, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010).
Projeção do filme “Incêndios” (Canadá, França, 2010)
Debate

15.JUN.:
Seminário e estudo do livro Homo sacer: o poder soberano a a vida nua (AGAMBEN, G. 2. ed. Tradução de Henrique Burigo, Belo Horizonte: UFMG, 2012).
Projeção do filme “A Espiã” (Holanda, Alemanha, Bélgica, 2006)
Debate

22.JUN.:
Seminário e estudo do livro Memória e verdade: a justiça de transição no estado democrático brasileiro. (Org. por SOARES, I.V.P., KISHI, S.A.S. Belo Horizonte: Fórum, 2009).
Projeção do filme “Eles não usam Black Tie” (Brasil, 1981)
Debate