BLOG CELLA

Archive for the 'Dicas' category

e-Justiça UFPR – O Poder Judiciário e a Sociedade da Informação

4 de maio de 2012 11:53 am

cartaz-completo-ejustica-ufpr

Nos dias 16, 17 e 18 de maio de 2012 participarei do 1º CONGRESSO DO GRUPO DE PESQUISA INTERDISCIPLINAR EM e-JUSTIÇA DA UFPR, em que debaterei, na tarde do dia 18 de maio, com o conferencista Fernando Galindo, cujo tema do debate será “argumentação, decisão judicial e informática jurídica”, conforme programação do evento

Além do debate, apresentarei o artigo “Técnica do Auto-Precedente e a Inteligência Artificial nos Processos Eletrônicos“, conforme relação de trabalhos aprovados para o Congresso.

cropped-mon2jpg

e-JUSTIÇA UFPR
“O PODER JUDICIÁRIO E SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO”
1º CONGRESSO DO GRUPO DE PESQUISA INTERDISCIPLINAR EM e-JUSTIÇA DA UFPR

De 16 a 18 de maio de 2012

Local: Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (UPFR)
Curitiba-PR

O grupo de pesquisa interdisciplinar em e-Justiça da UFPR, formado a partir do programa especial de pesquisa conjunto entre a Capes e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ Acadêmico), convida a todos os pesquisadores do Brasil e do exterior a apresentar trabalhos de pesquisa que se enquadrem dentro dos eixos temáticos do Congresso. O tema geral do Congresso será a Justiça Eletrônica, no âmbito maior das reformas atuais do Poder Judiciário no Brasil, e os seus desdobramentos especificados pelos eixos temáticos. Cada eixo terá uma mesa-redonda com palestrantes. Os trabalhos aceitos, a serem submetidos na forma de resumos expandidos, serão apresentados pelo autor em painéis agrupados por temas comuns.

O grupo de pesquisa interdisciplinar em e-Justiça da UFPR possui suas atividades sediadas na Faculdade de Direito da UFPR e tem como um dos seus objetivos principais promover atividades de pesquisa que tenham o Poder Judiciário e seu novo papel em uma sociedade da informação como objeto amplo de estudo, a partir da abordagem interdisciplinar da Filosofia do Direito, da Ciência Política, do Direito Processual e do Direito Econômico.

Debate sobre Reforma Política e Lei da Ficha Limpa

25 de abril de 2012 1:58 pm

No dia 02 de maio de 2012, quarta-feira próxima, às 19hs00 no Auditório Tristão de Athayde da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR, debaterei sobre a Reforma Política e a Lei da Ficha Limpa com os Profs. Drs. Orides Mezzaroba (UFSC) e Eneida Desiree Salgado.

debate

Lefis Series 13

26 de março de 2012 4:46 pm

det1310

CELLA, José Renato Gaziero, GALINDO AYUDA, Fernando, ROVER, Aires José. Observatório de governo eletrônico para estudantes de graduação em direito. In: LASALA CALLEJA, Pilar (Org.). La administración electrónica como herramienta de inclusión digital. Zaragoza: Prensas Universitarias de Zaragoza, 2011, ISBN 978-84-15274-66-7, p. 247-264.

Este decimotercer volumen de la LEFIS Series recopila las aportaciones de los asistentes a las III Jornadas sobre Derecho y Tecnología así como al XI Encuentro de Gobierno Electrónico e Inclusión Digital, celebrados en Zaragoza los días 23 y 24 de mayo de 2011. El tema general propuesto fue: La administración electrónica como herramienta de inclusión digital. Los trabajos presentados se han agrupado en tres bloques distintos: Políticas de inclusión digital desde la perspectiva de la administración electrónica; Casos reales de inclusión digital desde la perspectiva de la administración electrónica e Inclusión digital desde las aulas universitarias.

Compre aqui.

Direito e Cinema II

15 de setembro de 2011 8:07 pm

Em continuidade ao Módulo Temático iniciado no semestre passado, neste segundo semestre de 2011 oferecerei aos sábados, na PUCPR, o Módulo Temático “Tensões entre Direito e Política: Reflexões a partir de Obras Cinematográficas II“, conforme plano de encontros abaixo:

Prof.: José Renato Gaziero Cella
Monitor: André Luís F. Dutra

PLANO DE AULAS

TENSÕES ENTRE DIREITO E POLÍTICA: REFLEXÕES A PARTIR DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS II

Primeira aula:
Exposição do panorama geral sobre a disciplina, metodologia de trabalho e objetivos; introdução dos temas governo e democracia.
Projeção do filme “Os Esquecidos” (México, 1950)
Debate

Segunda aula:
Projeção do filme “As Invasões Bárbaras” (Canadá, 2003)
Debate

Terceira aula:
Seminário e estudo do livro Microfísica do Poder (FOUCAULT, M., Organização e tradução de Roberto Machado, Rio de Janeiro: Graal, 1979).
Projeção do filme “O Nome da Rosa” (França, Itália, Alemanha, 1986)
Debate

Quarta aula:
Seminário e estudo do artigo Legalidade e Discricionariedade: o Debate entre Hart e Dworkin.
Leituras complementares: HART, H.L.A. O conceito de direito. 2. ed. Tradução de A. Ribeiro Mendes, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1994 e DWORKIN, R. O império do direito. Tradução de Jefferson Luiz Camargo, São Paulo: Martins Fontes, 1999.
Projeção do filme “O Povo contra Larry Flint” (EUA, 1996)
Debate

Quinta aula:
Seminário e estudo do artigo Realismo Jurídico Norte-Ameticano e Ceticismo (CARBONELL, M. Madrid: Editorial Trotta, 2003).
Projeção do filme “Doze Homens e uma Sentença” (EUA, 1957)
Debate

Sexta aula:
Seminário e estudo do livro Utilitarismo (STUART MILL, J. Tradução de Rita de Cássia Gondim Neiva, São Paulo: Escala, 2007)
Projeção do filme “Obrigado por Fumar” (EUA, 2005)
Debate

Sétima aula:
Seminário e estudo do livro Retórica e o estado de direito (MacCORMICK, N. Tradução de Conrado Hübner Mendes, Rio de Janeiro: Elsevier, 2008); e do artigo Auto-Precedente e Argumentação Racional. Leitura complementar: A Teoria da Argumentação Jurídica como Proposta de uma Racionalidade Possível Frente à Postura Cética do Positivismo Jurídico Contemporâneo.
Projeção do filme “O Processo do Desejo”(Itália, 1991)
Debate

Oitava aula:
Seminário e estudo do livro O Mal-Estar da Civilização (FREUD, S.).
Projeção do filme “YOL” (França, Suíça, Turquia, 1982)
Debate

Jornadas sobre Derecho y Tecnología – Universidad de Zaragoza – 23-24 de Mayo de 2011

10 de maio de 2011 4:27 pm

cabecera

III Jornadas sobre Derecho y Tecnología

XI Encuentro Ibero-Latino-Americano sobre Gobierno electrónico e inclusión digital

A cualquier persona le llega por cualquier medio la información de que los cambios sociales están afectando a la puesta en práctica del derecho. Especialmente el uso de las tecnologías en la práctica diaria de las oficinas jurídicas: Juzgados, pero también en las Administraciones Públicas, o en la propia vida de los despachos de abogado, por ejemplo. Es por ello que se hace precisa la realización de las Terceras Jornadas sobre derecho y tecnología que, contando con la participación de destacados especialistas sobre la materia, permitan realizar un diálogo en el que tanto quepa la exposición reflexiva de experiencias como el conocimiento por parte de los interesados, de primera mano, de los problemas más significativos que la expansión del uso de la tecnología está trayendo a la práctica profesional en el ámbito del derecho. La reunión sobre Gobierno electrónico e inclusión digital continúa ediciones anteriores realizadas en forma de Encuentro: el previsto es el undécimo. Las reuniones han sido desarrolladas atendiendo al ámbito iberoamericano tanto en América como en España.

Las Jornadas y el Encuentro están organizadas por el Grupo de investigación Protección de datos y firma Electrónica de la Universidad de Zaragoza (www.lefis.org/pdfe/) que se dedica a trabajar sobre la materia mediante la realización de publicaciones, proyectos de investigación, coordinación de redes e impartición de cursos desde la segunda mitad de los años ochenta del pasado siglo.

Los temas centrales de las Jornadas y el Encuentro son

  • Administración de Justicia y manejo de tecnologías avanzadas
  • Administración electrónica: acceso electrónico de los ciudadanos a los servicios públicos
  • Campus virtuales sobre derecho y tecnologías de la información y la comunicación
  • Observatorios sobre gobierno electrónico
  • El aprendizaje del derecho y la reforma de Bolonia
  • Sellos de confianza en línea
  • Firma electrónica
  • Ontologías y XML
  • Gobierno electrónico e inclusión digital

Se invita por la presente a la participación en las Jornadas tanto mediante el envío de comunicaciones como la asistencia a las mismas.

Fernando Galindo Ayuda

Coordinador de las Jornadas
Investigador responsable del Grupo Protección de datos y firma electrónica

logoces

cartelcongresogrande

Outras informações aqui.

Ver programação abaixo:

comunicaciones

Lefis Series 12

20 de abril de 2011 12:48 am

100892122_g

CELLA, José Renato Gaziero. Governo eletrônico em sistemas públicos de saúde. In: CABEZUDO RODRÍGUEZ, Nicolás (Org.). Inclusión Digital: Perspectivas y Experiencias. Zaragoza: Prensas Universitarias Zaragoza, 2011, Lefis Series 12, p. 105-130, ISBN 978-84-15031-76-5.

Este volumen es el resultado de la Segunda Edición de las Jornadas Derecho y Tecnología, así como del Noveno Encuentro Ibero- Latinoamericano de Gobierno Electrónico e Inclusión Digital, desarrollados en Valladolid los días 28 y 29 de junio de 2010. El elevado nivel científico que acreditaron oralmente los participantes en las Jornadas celebradas en Valladolid, y sus aportaciones al estudio y desarrollo de un ámbito tan trascendente y actual como es la generalización de las TIC, con este volumen adquieren la perdurabilidad que merece su incuestionable excelencia. Compre aqui.

lefis_12

Lefis Series 11

17 de fevereiro de 2011 11:40 pm

det1206

CELLA, José Renato Gaziero. Representação política, democracia eletrônica e legislação eleitoral brasileira. In: GALINDO, Fernando, MEZZAROBA, Orides (Orgs.). Democracia Eletrônica. Zaragoza: Prensas Universitarias de Zaragoza, 2010, Lefis Series 11, p. 217-258, ISBN 978-84-15031-74-1.

La presente colección de artículos forma parte del proyecto @-democracia, que recibió financiación de la Agencia Española de Cooperación Iberoamericana. Ese proyecto contó con la participación de la Universidad Federal de Santa Catarina – Brasil, teniendo como Coordinador al Prof. Orides Mezzaroba, y de la Universidad de Zaragoza – España, teniendo como Coordinador Prof. Fernando Galindo. El objetivo principal del proyecto fue establecer los parámetros disciplinarios y las bases introductorias sobre el tema de democracia electrónica para los Programas de postgrado en Derecho de la Universidad Federal de Santa Catarina y de la Universidad de Zaragoza. Compre aqui.

Direito e Cinema

13 de janeiro de 2011 7:57 pm

Neste primeiro semestre de 2011 oferecerei aos sábados, na PUCPR, o Módulo Temático “Tensões entre Direito e Política: Reflexões a partir de Obras Cinematográficas I“, conforme plano de encontros abaixo. Os interessados devem ficar atentos ao edital para matrícula.

pucprlogo

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

Disciplina: Tensões entre Direito e Política: Reflexões a partir de Obras Cinematográficas I

Prof. José Renato Gaziero Cella

Ementa: A Democracia e a lição dos clássicos. Estado Moderno e Legitimação Política. Relações entre Direito, Moral e Política. Por uma redefinição do conceito de Democracia. A ideia de Liberdade. Verdade, Método Científico, Tolerância e Ceticismo. Constitucionalismos e Neoconstitucionalismos.

Plano de Ensino

1. Objetivos

Objetivo geral:

Capacitar os alunos para a compreensão das tensões entre Direito e Política.

Objetivos específicos:

Capacitar os alunos para os seguintes aspectos:

1. Analisar textos filosóficos;

2. Compreender conceitos de metodologia científica;

3. Discutir fatores de legitimação política;

4. Redefinir a ideia de democracia;

5. Instigar reflexões filosóficas por meio da análise de obras cinematográficas; e

6. Produzir texto filosófico a partir dos estudos realizados.

2. Metodologia

Aulas expositivas, projeção de filmes, estudo de textos filsóficos, debates

Preparação de paper

3. Avaliação

Serão realizados trabalhos individuais e coletivos, que consistirão em debates de textos e filmes e elaboração de paper sobre temática versada no Módulo Temático

4. Notas*

Primeira nota: assiduidade e participação

Segunda nota: participação nos encontros na qualidade de debatedor e revisor

Terceira nota: paper

* A primeira nota terá peso 2; a segunda nota terá peso 3; e a terceira nota terá peso 5.

PLANO DE AULAS

TENSÕES ENTRE DIREITO E POLÍTICA: REFLEXÕES A PARTIR DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS I

Primeira aula:

Exposição do panorama geral sobre a disciplina, metodologia de trabalho e objetivos; introdução dos temas governo e democracia a partir dos livros Sobre a democracia (DAHL, R.A. Tradução de Beatriz Sidou, Brasília: UnB, 2001) e A teoria das formas de governo (BOBBIO, N. 10. ed. Tradução de Sérgio Bath, Brasília: UnB, 1ª reimpressão, 2001).

Projeção do filme “Daens: um Grito de Justiça”(Bélgica, 1992)

Debate


Segunda aula:

Seminário e estudo dos artigos A crítica de habermas a ideia de legitimidade em weber e kelsen (disponível também na versão em inglês) e ¿Como es posible la legitimidad por vía de legalidad?.

Leituras complementares: HABERMAS, J. Direito e democracia: entre facticidade e validade. 4. ed. Vols. 1, 2 e 3. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997.

Projeção do filme “Seção Especial de Justiça” (França, 1974)

Debate


section_speciale

Terceira aula:

Seminário e estudo dos artigos Conhecimento científico, verdade e método e Realismo jurídico norte-americano e ceticismo.

Projeção do filme “O Vento será sua Herança” (Inherit the Wind, EUA, 1960)

Debate


Quarta aula:

Seminário e estudo do livro Neoconstitucionalismo(s) (CARBONELL, M. Madrid: Editorial Trotta, 2003).

Projeção do filme “Z” (França, Argélia, 1969)

Debate


Quinta aula:

Seminário e estudo do artigo Governo dos homens ou governo das leis?

Projeção do filme “Cronicamente Inviável” (Brasil, 1999)

Debate


Sexta aula:

Seminário e estudo do livro Retórica e o estado de direito (MacCORMICK, N. Tradução de Conrado Hübner Mendes, Rio de Janeiro: Elsevier, 2008); e do artigo Auto-Precedente e Argumentação Racional. Leitura complementar: A Teoria da Argumentação Jurídica como Proposta de uma Racionalidade Possível Frente à Postura Cética do Positivismo Jurídico Contemporâneo.

Projeção do filme “Laranja Mecânica”(Reino Unido, 1971)

Debate


Sétima aula:

Seminário e estudo dos livros O Príncipe (Maquiavel) e Ciência e Política: duas Vocações (Max Weber).

Projeção do filme “Antes da Chuva” (França, Inglaterra, Macedônia, 1994)

Debate


Oitava aula:

Seminário e estudo do artigo Legalidade e Discricionariedade: o Debate entre Hart e Dworkin.

Leituras complementares: HART, H.L.A. O conceito de direito. 2. ed. Tradução de A. Ribeiro Mendes, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1994 e DWORKIN, R. O império do direito. Tradução de Jefferson Luiz Camargo, São Paulo: Martins Fontes, 1999.

Projeção do filme “O Povo contra Larry Flint” (EUA, 1996)

Debate


Nona aula:

Seminário e estudo do livro Microfísica do Poder (FOUCAULT, M., Organização e tradução de Roberto Machado, Rio de Janeiro: Graal, 1979).

Projeção do filme “O Nome da Rosa” (França, Itália, Alemanha, 1986)

Debate

Mesa Redonda “Direito e Internet”

7 de novembro de 2010 12:50 pm

Na próxima sexta-feira, dia 12 de novembro de 2010, falarei sobre “Aplicações de Inteligência Artificial ao Direito e ao Governo Eletrônico” na Mesa Redonda “Direito e Internet”, promovida pelo Núcleo de Pesquisa em Fundamentos do Direito do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná – PPGD/UFPR, cujas inscrições podem ser feitas aqui.

mesa-redonda-direito-e-internet

VIII Congresso Nacional de Filosofia Contemporânea e II Encontro do Grupo Crítica e Modernidade (CriM)

12:19 pm

Na próxima quinta-feira, dia 11 de novembro de 2010, a @casssiana terá o encargo de apresentar, já que estarei em Pelotas-RS, o artigo de nossa autoria intitulado “Crise da Razão no Século XX e Relativismo Cultural: É Possível Estabelecer uma Ética Universal para os Direitos Humanos?” no VIII Congresso Nacional de Filosofia Contemporânea e II Encontro do Grupo Crítica e Modernidade (CriM), conforme programação abaixo:

Comunicações

QUARTA-FEIRA – 10 DE NOVEMBRO

NIETZSCHE (CTCH – Sala A1)

14:30-15:00h

A Hermenêutica Nietzscheana: Interpretar E Criar Valores Como Expressão Da Vontade De Poder
Rodrigo Dietrich Dos Santos
Graduando em Filosofia pela Faculdade Bagozzi

15:00-15:30h

A Doença Da Ciência E O Antídoto Da Arte: Dicotomias No Pensamento Do Primeiro Nietzsche
Rivaldo Mangueira Maciel Júnior
Mestrando em Filosofia – UFMG

15:30-16:00h

Um Diálogo Entre Nietzsche E Dostoiévski
Cassiano Clemente Russo do Amaral
Graduando em Filosofia – UEL

16:00-16:30h

O Nietzsche De Rorty: O Pensamento Pós-Metafísico E O Antifundacionismo Na Cultura Contemporânea
Daniel Langemann Bandt
Graduando em Filosofia pela Faculdade Bagozzi e especializando em Educação UFPR. Membro do Núcleo de Estudos sobre Educação e Filosofia (NESEF) da UFPR

16:30-17:00h

A Grande Política Como Resposta Nietzscheana À Décadence Na Política
João Paulo Simões Vilas Bôas
Mestrando em Filosofia – UFPR

17:00-17:30h

Nietzsche En La Primera Mitad Del Siglo XX
José Manuel Martínez Álvarez
Doctor en Humanidades y Artes con orientación en Filosofía – UNR.  Profesor titular de Pensamiento y Estética Moderna y de Estéticas Contemporáneas en la UMSA, Buenos Aires

17:30-18:00h

Nietzsche E A Genelogia Da Cultura Moderna: O Niilismo Tornado História
Ildenilson Meireles Barbosa
Doutor em Filosofia – UFSCar.  Professor na Unimontes, MG

FILOSOFIA E PSICANÁLISE (CTCH – Sala A2)

15:30-16:00h

O Suicídio Como Consequência Do Aniquilamento Do Desejo Uma “Possibilidade” Radical Na Construção Da Subjetividade Na Contemporaneidade
Adriana da Silva Turbay
Especializanda em Psicologia Jurídica – PUCPR

16:00-16:30h

O Fisiológico E A Histeria Nos Primeiros Textos De Freud
Bianca Scandelari
Doutoranda em Filosofia – Unicamp. Mestrado em Filosofia –  PUCPR

16:30-17:00h

A Guerra De Todos Contra Todos À Luz Do Último Dualismo Pulsional Freudiano
Fabiano de Mello Vieira
Mestrando em Filosofia – PUCPR

17:00-17:30h

Processo Criativo E Trasliteração Nos Processos De Subjetivação
Sérgio de Oliveira Santos
Mestre em Educação e Mestrando em Direito – Unimep

17:30-18:00h

A Função Da Angústia Em Heidegger E Lacan
Lia Frey
Mestranda em Filosofia – PUCPR

MERLEAU-PONTY (CTCH – Sala A3)

16:30-17:00h

Temporalidade E Linguagem Na Fenomenologia Da Percepção
Mariana Cabral Tomzhinsky Scarpa
Mestranda em Filosofia – UFPR

17:00-17:30h

O Perspectivismo Da Experiência Perceptiva E As Relações Entre Corpo E Alma
Rodrigo Alvarenga
Mestrando em Filosofia – PUCPR

17:30h-18:00h

Natureza Como História: Merleau-Ponty E A Reavaliação Do Naturalismo De Freud
Gleisson Roberto Schmidt
Doutorando em Filosofia – UFSC

FILOSOFIA POLÍTICA (CTCH – Sala A21)

16:00-16:30h

Indivíduo, Sociedade E Cultura Na Filosofia Política De Hobbes
Clóvis Brondani
Doutorando em Filosofia – UFSC

16:30-17:00h

O Declínio Do Político: Entre O Estado De Natureza E A Máscara
Rita de Cássia Ferreira Lins e Silva
Mestranda do curso de Filosofia – PUCPR

17:00-17:30h

Origem Da Moral No Pensamento De Hannah Arendt
Leonardo Pellegrinello Camargo
Mestrando em Filosofia – PUCPR

17:30-18:00h

O Conceito Político De Liberdade Em H. Arendt E As Concepções Positiva E Negativa De I. Berlin
Thathyana Weinfurter Assad
Mestranda em Filosofia – PUCPR

FILOSOFIA DA CIÊNCIA E WITTGENSTEIN (CTCH – Sala A24)

16:00-16:30h

Uma Proposta Ético-Pedagógica De Wittgenstein À Civilização Moderna: A Busca Pelo Sentido Da Vida
José Carlos Mendonça
Mestre em Filosofia – UFAC

16:30-17:00h

Saber E Discurso Religioso Na Filosofia Pós-Tractatus De Wittgenstein
Prof. Dr. Marciano Adilio Spica – Unicentro

17:00-17:30h

‘Certeza Matemática’: O Fazer Cálculos No Papel E De Cabeça
Gilvani A. Araujo
Mestrando em filosofia – PUCPR

17:30-18:00h

Implicações Da Teoria Da Ação De John Searle Nas Metáforas De Lakoff & Johnson
Daniel Felix da Costa Júnior
Mestrando em Filosofia – UFRJ

ESCOLA DE FRANKFURT (CTCH – Sala A25)

16:00-16:30h

A Dimensão Narcísica Da Indústria Cultural Em Adorno
Felício Ramalho Ribeiro
Doutorando em Filosofia – UFMG

16:30-17:00h

Elitismo Cultural E Semi Cultura: Notas Sobre Educação Da Experiência E Fruição Artística Em Theodor Adorno
Marco Antônio Poubel Ministério Filho
Mestrando em Filosofia – UFMG

17:00-17:30h

Composição E Individuação Na Teoria Estética Adorniana
Lucas Alves Marinho
Mestrando em Estética e Filosofia da Arte – UFOP

17:30-18:00h

Por Uma Formação Crítica E Emancipatória À Luz Do Pensamento Adorniano
Roberto César Barros Gonzaga
Pós-Graduação em Filosofia da Educação – UFPA

ÉTICA E HISTÓRIA DA FILOSOFIA (CTCH – Sala A26)

16:00-16:30h

A Questão Da Violência Vista Pela Perspectiva Zoológica
Fábio L. Ferreira
Mestre em Filosofia

16:30-17:00h

Faz-Me Rir: A Seriedade Hegeliana Como Alvo Da Crítica A Modernidade Proposta Por Kierkegaard
Lucas Piccinin Lazzaretti
Graduando Filosofia – UFPR.  Graduando em Direito – Unicuritiba

17:00-17:30h

Sem Identidade Em Emmanuel Levinas
Silvestre Grzibowski
Doutor em Filosofia pela Universidad Pontifícia de Salamanca, Espanha.  Professor de Filosofia da PUCPR e FAVI

17:30-18:00h

Indivíduo E Liberdade No Pensamento Político De Karl Popper
Prof. Dr. Paulo Eduardo de Oliveira
Professor de Filosofia. – PUCPR

QUINTA-FEIRA – 11 DE NOVEMBRO

ESTÉTICA E DELEUZE (CTCH – Sala A27)

16:00-16:30h

Deleuze Em Sua Relação Com Os Modernos: Diferença, Força, Vontade E Plano De Imanência
Aldo Ambrosio
Doutorando em Psicologia Clínica – PUC-SP.  Professor titular da UNESA, SP e da UNINOVE, SP

16:30-17:00h

Vidência, Criação E Grande Saúde Na Filosofia De Gilles Deleuze
Diogo Gondim Blumer
Mestrando em Filosofia – Unicamp

17:00-17:30h

O Castelo: Mecanismos, Máquinas E Experimentações
Izabel Rizzi Mação
Graduação em História – CESAT. Especialista em Filosofia – UFES

17:30-18:00h

O Problema Do Juízo De Gosto Na Estética Contemporânea
Rachel Cecília de Oliveira Costa
Doutoranda em Estética e Filosofia da Arte – UFMG

RICOEUR (CTCH – Sala A1)

16:00-16:30h

O Olhar De Paul Ricoeur Sobre A Memória
Allan Josué Vieira
Graduando em Filosofia – UFFS, SC

16:30-17:00h

Corporeidade E Ação Em Paul Ricoeur
Cláudio Reichert do Nascimento
Doutorando em Filosofia – UFSC

17:00-17:30h

O Tempo Histórico Sob Olhares De Paul Ricoeur
Melody Forcelini
Graduanda em História – UFFS, SC

17:30-18:00h

Os Rastros Do Esquecimento Em Paul Ricoeur
Michaela Bernardes da Silva Neves
Graduanda em Filosofia – UFFS, SC

NIETZSCHE (CTCH – Sala A2)

15:00-15:30h

Escravidão E Guerra No Pensamento De Nietzsche: Implicações Políticas
Daniel Verginelli Galantin
Graduando em Filosofia – UFPR

15:30-16:00h

A Noção De Humano Nos Escritos Intermediários Da Filosofia Nietzschiana
Romildo Gonçalves dos Santos Júnior
Graduando em Filosofia – PUCPR. Pesquisador do PIBIC

16:00-16:30h

As Críticas Do Jovem Nietzsche A Cultura E A Educação Alemã E Perspectivas Para A Criação De Uma Cultura Superior
Felipe Renan Jacubowski
Mestrando em Filosofia – UNIOESTE

16:30-17:00h

Nietzsche, Homero E A Tradição Oral
Rodrigo Francisco Barbosa
Graduando em Filosofia – PUCPR

17:00-17:30h

“Melhorar O Estilo – Isso Significa Melhorar O Pensamento, E Nada Mais Que Isso!” Nietzsche Sobre A Tese: A Experiência Genuína Do Pensar Revela-Se No Caráter Da Linguagem Que A Expressa
André Luis Muniz Garcia
Doutorando em Filosofia – Unicamp

17:30-18:00h

A Questão Do Indivíduo Na Crítica Da Cultura Realizada Na Obra Humano, Demasiado Humano De Friedrich Nietzsche
Ricardo de Oliveira Toledo
Doutorando em Filosofia – UERJ

FOUCAULT (CTCH – Sala A3)

15:00-15:30h

A Parrhesia Cínica Em Michel Foucault
Carolina Coraça Machado
Graduanda de Licenciatura em Filosofia – PUCPR

15:30-16:00h

A Questão Do Direito Em Foucault
Péterson Pereira Bem
Graduando em Filosofia – UFPR

16:00-16:30h

O Que É Um Contra-Dispositivo? Resistência No Pensamento De Michel Foucault
Davis Moreira Alvim
Doutorando em Filosofia – PUC-SP

16:30-17:00h

O Olhar E A Verdade Na Análise Foucaultiana Do Mito De Édipo
Fabiano Incerti
Doutorando em Filosofia – PUC-SP

17:00-17:30h

A Problemática Subjetividade E Técnica, Uma Análise Da Partir De Michel Foucault
Silvio Alves
Mestrando em Filosofia – PUCPR

17:30h-18:00h

Foucault, Uma Comparação Entre Doença Mental E Personalidade E Doença Mental E Psicologia
Thiago Fortes Ribas
Mestrando em Filosofia – UFPR

ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA (CTCH – Sala A21)

16:00-16:30h

Repressão E Liberdade Na Sociedade Industrial: Uma Análise Do Pensamento De H. Marcuse
Paulo Roberto Fier
Graduando em Filosofia – PUCPR

16:30-17:00h

Onde Está A Juventude Revolucionária?
Lucineli Pikcius B. de Siqueira
Graduanda em Sociologia – PUCPR. Bolsista de Iniciação Científica – PUCPR

17:00-17:30h

Crise Da Razão No Século XX E Relativismo Cultural: É Possível Estabelecer Uma Ética Universal Para Os Direitos Humanos?
José Renato Gaziero Cella. Doutor em Filosofia e Teoria do Direito – UFSC.  Professor Adjunto de Filosofia Jurídica – PUCPR
Cassiana Lara Zequinão
Graduanda em Sociologia – PUCPR

17:30h-18:00h

Teleologia E História
Dr. Artur Bispo dos Santos Neto
Professor Adjunto – UFAL

KANT (CTCH – Sala A24)

16:00-16:30h

Relação Entre A Filosofia Moral E A Antropologia Pragmática Em Immanuel Kant
Mauro Pellissari
Graduando em Filosofia – PUCPR

16:30-17:00h

A Moral Kantiana Entre A Razão E A Cultura
Emirena Giselle Cano Maymo
Mestranda em Filosofia – UFPR

17:00-17:30h

A Faculdade Da Imaginação E A Ilusão Religiosa
Jorge Vanderlei Costa Da Conceição
Mestrando em Filosofia – PUCPR

17:30h-18:00h

O Conceito De Liberdade Na Crítica Da Razão Pura
Josemi Teixeira Medeiros
Mestrando em Filosofia – PUCPR

ESCOLA DE FRANKFURT (CTCH – Sala A25)

16:00-16:30h

Indivíduo Artista E Cultura Literária: As Aporias Do Pós-Moderno Em Uma Investigação A Partir Da Teoria Crítica
Luciana Molina Queiroz
Graduanda em Filosofia – UFES

16:30-17:00h

Indústria Cultural: A Castradora Da Independência E Autonomia Do Indivíduo
Paulo Ricardo Schulz
Mestrando em Filosofia – UNIOESTE

17:00-17:30h

Walter Benjamin E A Questão Do Método No Trabalho Das Passagens
Márcio Jarek
Mestre em Filosofia e Professor da PUCPR e da UTFPR

17:30h-18:00h

A Dialética E O Materialismo Histórico: Uma Leitura De Benjamin A Partir De Das Passagen-Werk
Anita Helena Schlesener
Doutora em História – UFPR

FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO (CTCH – Sala A26)

16:00-16:30h

Filosofia, Cinema E Ensino
Fábio Luciano Oliveira Costa
Graduação em História – UFU. Graduando em Filosofia – UFPR

16:30-17:00h

Possibilidades De Leituras Do Conceito Indivíduo Frente O Cotidiano Do Trabalho Docente Na Escola Pública
Luiz Aparecido Alves de Souza
Mestre em Educação e Filósofo – NRE – AM Norte/SEED PR

17:00-17:30h

O Tabuleiro Epistemológico Do Currículo Pós-Moderno: Refletindo Currículo E Conhecimento Na Contemporaneidade Numa Perspectiva  Lyotardiana
Marcos Cajaíba Mendonça
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano

17:30-18:00h

A História Do Kantismo No Brasil Na Visão De Antonio Paim
Paulo Sérgio de Faria
Mestre em Filosofia – PUCPR
Ana Clarice Steinmetz de Faria
Mestre em Psicanálise e Mestranda em Filosofia – PUCPR

IV Seminário de Direito Ambiental: Saúde, Meio Ambiente e Propriedade Intelectual

12:03 pm

Na próxima quinta-feira, dia 11 de novembro de 2010, falarei no IV Seminário de Direito Ambiental da Universidade Federal de Pelotas – UFPel, em que apresentarei “propostas de eficiência de saúde pública em governança eletrônica“, evento este que integra o Fórum Internacional A Sustentabilidade no Século XXI: Meio Ambiente e Saúde em Debate.

_programacao_-1

II Encontro Interuniversitário de Direito Eletrônico

3 de novembro de 2010 6:51 am

Na próxima sexta-feira, dia 05 de novembro de 2010, será realizado o II Encontro Interuniversitário de Direito Eletrônico, cujas inscrições podem ser feitas aqui.

O curso confere certificado de 8 horas e conta com a participação de professores da Queen’s University of Belfast (UK),  Universidad de Zaragoza (Espanha), FGV-Rio e PUCPR.

congresso-direito-eletronico

10º Encontro Íbero-Latino-Americano de Governo Eletrônico e Inclusão Digital

22 de outubro de 2010 4:27 pm

banner-egov

Data: 03 a 05 de novembro de 2010

Local: Universidade Federal de Santa Catarina, auditório do CCJ

Programa (ver mais detalhes aqui)

3 de novembro
14:30/17:30 Reunião de trabalho dos grupos de pesquisa Brasil/Espanha (fechado ao grupo)
Aires J Rover
Fernando Galindo
Orides Mezzaroba
José Renato Cella
Philip Leith
Aírton José Ruschel
Edson Rosa Gomes da Silva
Egon Sewald Junior
Giovani de Paula
Juliano Tonizetti Brignoli
Marcus Vinicius A S Ferreira
Paloma Maria Santos
Marisa Carvalho
Marciele Berger
Joni Hoppen dos Santos

4 de novembro
13:00/13:30 Abertura
13:30/15:00 Painel: E-gov e Democracia
Fernando Galindo (Universidad de Zaragoza – Espanha)
Aires José Rover (CPGD-EGC/UFSC)
Orides Mezzaroba (CPGD/UFSC)
Presidente: Luis Adolfo Olsen da Veiga (CCJ/UFSC)

15:00/16:30 Painel: E-gov, Poder judiciário e Segurança pública
Márcio de Almeida Marques (Coordenador de Redes da Coordenação Geral de Inteligencia da
Secretaria Nacional de Segurança Pública)
Jorilson da Silva – Cidade Segura” (Coordenador de Tecnologia da Informação do Ministério da Justiça).
Presidente: Airton José Ruschel

16:30/18:00 Painel: Convergência e inclusão digital
Edna Brennand (área de TV digital)
Philip Leith (Universidade de Belfast)
Antônio Marcos Feliciano (EPAGRI – SC)
Presidente: Paloma Santos

18:00 Lançamento de livros

18:15/18:30 Intervalo

18:30/20:00 Painel: Experiências, aplicações, modelos e métodos de E-gov
Denilson Sell (EGC/UFSC)
José Leomar Todesco (EGC/UFSC)
José Renato Cella (PUC/PR)
Presidente: Edson Rosa  Silva

5 de novembro

13:00/20:00 Apresentações dos artigos nos grupos de trabalho consecutivos:

Presidentes de mesa:

Egon Sewald Junior

Giovani de Paula

Juliano Tonizetti Brignoli

Marcus Vinicius A S Ferreira

Marisa Carvalho

Marciele Berger

Leitura para o final de semana

4:10 pm

livro-sociedade-em-rede

ROVER, Aires José, CARVALHO, Marisa Araújo (Orgs.). O sujeito do conhecimento na sociedade em rede. Florianópolis: FUNJAB, 2010.

Acaba de ser publicado livro em que há artigo de minha autoria intitulado Sociedade em Rede e Conhecimento Científico: uma Crítica ao Método da Complexidade de Edgar Morin, em que trato da metodologia científica e o problema da verdade, com críticas à teoria da complexidade de Edgar Morin.

Ver abaixo a estrutura e apresentação do livro:

Recomendação de Leitura

9 de outubro de 2010 7:15 pm

andreoni

VASCONCELLOS, Fernando Andreoni. Hermenêutica jurídica e derrotabilidade. Curitiba: Juruá, 2010.

O livro cuja leitura é fortemente recomendada vai com prefácio de minha lavra e de Cesar Antonio Serbena, cujo teor é reproduzido abaixo:

CELLA, J.R.G., SERBENA, C.A. Derrotabilidade: uma refinada metodologia para o pós-positivismo (Prefácio). In: VASCONCELLOS, F.A. Hermenêutica jurídica e derrotabilidade. Curitiba: Juruá, 2010, p. 7-10.

PREFÁCIO

Derrotabilidade: uma refinada metodologia para o pós-postivismo

Los derechos humanos son asunto importante: a todos nos incumbe personalmente que se respeten y que se extiendan. Pero son también problemas. Como tales, no estamos muy seguros de ellos; dudamos de que efectivamente los hayamos conquistado. Ni siquiera estamos muy seguros de que los entendamos cabalmente: no tenemos aún una teoría suficiente para pensarlos con plenitud. Quizás los recursos tradicionales y envejecidos de la ciencia jurídica no responden a fenómenos nuevos que necesitan de nuevas categorías y de nuevos recursos teóricos. (Roberto J. Vernengo, Dos ensayos sobre problemas de fundamentación de los derechos humanos)

A presente obra, cujo prefácio tivemos o prazer de escrever, trata de um tema até então pouco comentado no Brasil, embora seja bastante conhecido no exterior[1]: derrotabilidade. Muitos se sentem curiosos com esse tema e sobre o seu significado. Nos últimos anos essa categoria vem sendo mais conhecida e divulgada, ainda que de forma fragmentada. Eis uma das qualidades da presente obra: trata-se das primeiras, senão a primeira obra, a se ocupar da derrotabilidade de forma sistemática. Aqui o leitor encontrará uma excelente exposição com tratamento teórico acurado e exemplificações jurisprudenciais que tornam a leitura do texto obrigatória para todos aqueles que possuem interesse no avanço da dogmática jurídica.

A derrotabilidade surgiu inicialmente fora da ciência jurídica, no Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Columbia Britânica, Vancouver, Canadá, com R. Reiter, e na Universidade de Stanford, Califórnia, Estados Unidos, com John McCarthy, em 1980.

O objetivo inicial de ambos os autores foi, no âmbito da inteligência artificial, desenvolver sistemas lógicos que possibilitassem a formulação de linguagens de programação computacional com característica mais próximas da forma de raciocínio humano. O principal marco inovador do trabalho de ambos os autores foi a criação dos chamados sistemas não-monotônicos. A lógica clássica e a lógica silogística são monotônicas no sentido que, de um conjunto de premissas, podemos deduzir um conjunto de conclusões; porém, quando adicionamos novas premissas ao conjunto inicial de premissas, as mesmas conclusões já deduzidas continuam valendo. Uma lógica não-monotônica é uma lógica diferente da lógica clássica e da lógica silogística, uma vez que nela, de um conjunto inicial de premissas, deduzimos uma certa conclusão, mas, uma vez adicionada uma outra premissa ao mesmo conjunto inicial, as conclusões já deduzidas não continuam valendo necessariamente. Dependendo da premissa adicionada, ela pode “derrotar” a conclusão original e proporcionar uma nova conclusão. Essa é a forma de pensar que os seres humanos utilizam na maioria das vezes em que é necessário raciocinar. Geralmente nos baseamos em premissas gerais, porém elas podem facilmente ser excepcionadas, o que nos força a revisar nossas crenças e extrair novas conclusões. Umberto Eco costuma ilustrar esse ponto com o exemplo do ornitorrinco: um animal em parte mamífero, que coloca ovos e possui um bico de pato. Ele é uma curiosa exceção às diversas categorias definidas pelos zoólogos.

Cerca de uma década mais tarde, nos anos 1990, alguns lógicos deônticos passaram a utilizar os formalismos de R. Reiter para a representação do raciocínio jurídico. Percebeu-se que o raciocínio jurídico é um típico exemplo de utilização da inferência não-monotônica ou do raciocínio derrotável: basta pensar que o magistrado, ao partir de um conjunto inicial de fatos provados, pode mudar radicalmente sua convicção inicial frente a uma nova prova produzida ao final do processo e sentenciar de uma forma contrária à decisão inicialmente formulada mentalmente. Da lógica deôntica não-monotônica ou derrotável a derrotabilidade migrou rapidamente para a Teoria do Direito.

Em tempos de pós-positivismos e neo-constitucionalismos, afirma-se que o positivismo jurídico de Kelsen estaria superado. O prof. Robert Alexy afirma que sua teoria, com a fórmula de Radbruch e com a postulação de uma conexão necessária entre Direito e Moral, pretendeu superar o positivismo jurídico, principalmente os de Kelsen e de Hart. Porém sua teoria vem sendo submetida a um duro exame, principalmente pela rigorosa crítica do Professor Catedrático da Universidade de Buenos Aires Eugenio Bulygin. A sua crítica expõe o que consideramos ainda um problema em aberto na teoria do Direito: os pós-positivismos, como o de R. Alexy e Ronald Dworkin, ainda carecem de uma base filosófica e metodologicamente consistente, sem incorrer em contradições. A derrotabilidade, enquanto propriedade formal de certas regras de inferência, cumpre um importante papel. Com ela, pensamos, os princípios jurídicos podem adentrar à teoria do Direito pela porta da frente, sem se refugiar em antigos jusnaturalismos há muito superados pela crítica positivista.

Outro ponto que gostaríamos de enfatizar é que a derrotabilidade retira o tapete que encobre a maneira usual de raciocinar dos juristas. Ela faz ver que as regras de inferência utilizadas pelo raciocínio jurídico são, em sua maioria, não-monotônicas. Alguns criticam a derrotabilidade afirmando que ela traz insegurança jurídica. A crítica é infundada, pois, geralmente, quem a formula não é consciente de que, ao raciocinar, utiliza na maioria dos casos condicionais derrotáveis, porém não admite expressamente essa realidade, ou por artifício retórico ou por falta de rigor científico, ou mesmo por desconhecimento.

A presente obra cumpre um papel importante no cenário brasileiro da ciência do Direito: traz uma contribuição muito importante à sua metodologia, ainda incipiente e de fato pouco desenvolvida se comparada a alguns países estrangeiros, como os Estados Unidos, a Itália, a Argentina e a Alemanha[2]. Apresentada originalmente como dissertação de mestrado no programa de pós-graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná, foi aprovada com o conceito A por dois mestres exemplares, o prof. Dr. José Roberto Vieira, da Universidade Federal do Paraná, e o prof. Dr. Eugenio Bulygin, da Universidade de Buenos Aires.

Sobre o autor podemos dizer algumas palavras. Ele foi e é um de nossos melhores alunos; curioso intelectualmente, ponderado em suas afirmações e independente em suas convicções. Atualmente cursa o Doutorado em Direito na Universidade Federal do Paraná e certamente, dentro de poucos anos, será um autor reconhecido no cenário jurídico nacional. Esperamos que o leitor sinta a mesma satisfação que sentimos com a leitura da presente obra.

Curitiba, dezembro de 2009

José Renato Gaziero Cella (PUCPR) e Cesar Antonio Serbena (UFPR)


[1] (cf., dentre outros, o simpósio ocorrido no Oriel College de Oxford em março de 2008, especificamente sobre derrotabilidade)

[2] Sinal do referido atraso é o fato de teóricos como Georg Henrik von Wright, Carlos Eduardo Alchourrón, Roberto José Vernengo, Eugenio Bulygin, Jaap Hage e Giovanni Sartor não tenham ainda nenhuma de suas obras publicadas no Brasil.

Madri – Verão de 2010

2:02 am

cimg3652

cimg3653

cimg3662

cimg3667

cimg3669

cimg3676

Museo del Jamon

cimg4615

Restaurante Sobrino de Botín

Restaurante Sobrino de Botín

cimg4619

cimg4641

Taberna Alhambra

cimg4643

Paris – Verão de 2010

1:47 am

Les Philosophes, ótimo restaurante no Marés

Les Philosophes, ótimo restaurante no Marés

Les Philosophes

Les Philosophes

Maigret de Canard no Les Philosophes

Maigret de Canard no Les Philosophes

Café Hugo, na Place des Vosgues

Café Hugo, na Place des Vosgues

cimg4129

Place des Vosgues

Place des Vosgues

Aires, Zé Renato e Orides

Aires, Zé Renato e Orides

Hôtel de Ville

Hôtel de Ville

Juliana, Aires, Zé Renato e Orides

Juliana, Aires, Zé Renato e Orides

Notre Dame

Notre Dame

Pont Neuf ao fundo

Pont Neuf ao fundo

cimg4250

Pont des Arts

Pont des Arts

Pont Neuf

Pont Neuf

cimg4267

cimg4276

cimg4279

cimg4284

cimg4294

cimg4305

cimg4309

cimg4342

Esplanade des Invalides

cimg4370

cimg4385

cimg4390

Pont Alexandre III

Pont Alexandre III

Opéra

Opéra

Place Vendôme

Place Vendôme

La Madeleine

La Madeleine

cimg4504

cimg4518

cimg4553

cimg4555

cimg4606

cimg4608

cimg4610

Barcelona – verão de 2010

12:53 am
Casa Gallega - Tapas deliciosos ali

Casa Gallega - Tapas deliciosos ali

cimg3953

cimg4085

055

057

cimg3941

cimg3942

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Batlló

Casa Milà (La Pedrera)

Casa Milà (La Pedrera)

cimg3964

Sagrada Família

Sagrada Família

cimg3985

cimg3991

cimg4018

Cavamar, excelente bodega em Barceloneta

Cavamar, excelente bodega em Barceloneta

Despedida de solteira em Barceloneta

Despedida de solteira em Barceloneta

Praia de Barceloneta

Praia de Barceloneta

cimg4063

cimg4067

cimg4070

cimg4072

XXI Semana Jurídica da UNESP de Franca-SP

19 de setembro de 2010 8:54 pm

unesp

Confira a programação da XXI Semana Jurídica da Universidade Estadual Paulista – UNESP (campus Franca-SP), cujo tema será “Direito Eletrônico“. Na quarta-feira, dia 22 de setembro, falarei sobre Governo Eletrônico.

39ª Jornadas Argentinas de Informática – JAIIO

17 de agosto de 2010 5:54 pm

jaiio-02

De 30 de agosto a 03 de setembro próximos participarei, na cidade de Buenos Aires, das 39ª Jornadas Argentinas de Informática – 39 JAIIO, com apresentação, no âmbito do SID 2010 – Simposio Argentino de Informática y Derecho, do artigo “Qual internet queremos para o governo eletrônico e a democracia digital”, conforme programação que pode ser vista aqui.

jaiio-01